IDS Brasil e IABS lançam estudo inédito sobre desenvolvimento rural sustentável para a bacia do Alto Descoberto, no DF

11 de Setembro de 2019

É possível conciliar agricultura, preservação ambiental e desenvolvimento sustentável no Brasil? A resposta é, sim! Um estudo inédito realizado pelo IDS e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável (IABS) revela que ao contrário do que se convencionou, a agricultura pode - e deve - ser aliada da preservação ambiental.

Lançado hoje, Dia do Cerrado, a Proposta de Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável para a Bacia do Descoberto traz em sua publicação a possibilidade de viabilização de um planejamento de desenvolvimento local, com o objetivo de promover o uso múltiplo dos recursos hídricos para que tanto a atividade agrícola quanto o abastecimento humano possam ser atendidos com água em quantidade e qualidade.

O estudo foi elaborado após uma severa crise hídrica que afetou a região da Bacia do Alto Descoberto, no Distrito Federal, em 2016. Durante o perído de quase um ano e meio o reservatório chegou a registrar a mínima histórica de 5,3% de sua capacidade.

A Bacia do Alto Descoberto é responsável pelo abastecimento de 65% da população do Distrito Federal e é de extrema importância também para a produção de alimentos e geração de trabalho e renda na região. Ali é produzido morango, milho, alface, goiaba, limão e outros - que abastecem o DF a região. No ano de 2017 foram produzidas mais de 76 mil toneladas de hortaliças e 19 mil toneladas de frutas, garantindo emprego e renda para milhares de trabalhadores.

Confira o estudo completo aqui e conheça a também a importância da Bacia do Alto Descoberto e do bioma Cerrado para a reigão e para o país.